blog-bg.png
  • Avalia

3 Razões pelas quais investidores deveriam se preocupar com a velocidade de desenvolvimento

Qual é a importância da velocidade de desenvolvimento numa empresa de software? Um atraso de duas semanas nos ciclos de entrega poderia se transformar em uma bola de neve gerando perdas de $4 milhões em custos, $6 milhões em receita e $162 milhões no valor da empresa (EV) com uma equipe de 100 pessoas em tecnologia?


A velocidade de desenvolvimento não apenas fornece insights sobre a eficiência operacional dos custos, mas também impacta a capacidade de crescimento de uma empresa e, por consequência, o seu valor.


Temos visto como os investidores ganham insights valiosos sobre velocidade de desenvolvimento através de nosso trabalho de Due Diligence de Software em todo o mundo, desde empresas listadas na Nasdaq até transações de fusões e aquisições (M&A), private equity e venture capital.


Se você tem atrasos para entregar a seus clientes ou para levar seu produto ao mercado, você está arriscando perder clientes, receita e posicionamento no mercado”. […] Para identificar as causas de atrasos nas entregas da equipe de desenvolvimento e para encontrar as soluções mais adequadas à sua realidade, é necessária uma diligência técnica minuciosa que inclua a tecnologia, os processos e as pessoas em profundidade. Toda empresa tem problemas, portanto a base para maximizar as chances de sucesso de um investimento é saber, de antemão, quais são os problemas e o que precisa ser feito para resolvê-los. – Mauricio Bento, Diretor de Negócios da Avalia

Muitas empresas enfrentam desafios de eficiência e produtividade, que se refletirão na velocidade de desenvolvimento.


A identificação das causas de atrasos nas entregas depende de uma avaliação da tecnologia, dos processos e da dinâmica das pessoas, baseada em dados. Sem ela, as oportunidades para mitigar estes riscos críticos logo no início são perdidas, a velocidade de desenvolvimento continua comprometida e, quando um investidor fizer o exit do seu investimento, o retorno será menor.



Como a velocidade de desenvolvimento pode impactar os negócios?


Para ilustrar o impacto que a velocidade de desenvolvimento pode ter em três áreas-chave do negócio (custos, receita e valor da empresa), tomamos o caso de uma empresa que planeja investir em pesquisa e desenvolvimento de software (P&D) para impulsionar o crescimento da receita através da inovação de produtos, mas encontra desafios que diminuem esta velocidade e geram um impacto negativo.



Inovação impulsionando a receita


A empresa neste estudo de caso planeja a alavancar o seu crescimento através do lançamento de três importantes inovações de produtos a cada ano.


O plano envolve o lançamento de uma inovação a cada quatro meses, com cada uma acrescentando em média $1 milhão em receita mensal recorrente (MRR). No primeiro ano, a primeira inovação gera $12 milhões em receita anual, a segunda $8 milhões e a terceira $4 milhões – totalizando $24 milhões em receita anual adicional para estes três lançamentos espaçados em 4 meses.


Nos anos seguintes, estas três inovações de produtos devem contribuir com $36 milhões em receita anual recorrente ($12 milhões em ARR cada) resultando em um plano para atingir $24 milhões de receita adicional no primeiro ano, $60 milhões no segundo ano, $96 milhões no terceiro ano, e assim por diante.


Para atingir este crescimento, a empresa precisa manter o lançamento de um produto inovador a cada quatro meses, a cada ano.



Receita anual acumulada somando 3 lançamentos de inovações em um ano, com MRR médio gerado de $1 milhão cada.

A equipe de P&D à frente das entregas


A empresa reuniu uma equipe de P&D com 100 desenvolvedores, divididos em 10 squads de 10 pessoas cada, para entregar as inovações do produto. Com um custo médio de $10 mil por pessoa por mês, os custos de P&D para a equipe totalizam $12 milhões no ano. Um investimento em P&D a partir do qual eles esperam o crescimento da receita.



100 desenvolvedores, custando em média $10K cada, o que equivale a um orçamento da equipe de P&D de $12 milhões.

Velocidade de desenvolvimento e seu impacto nos custos


No entanto, as coisas não correm como planejadas.


Uma equipe que normalmente entrega seu trabalho em quatro semanas enfrenta dificuldades e só pode entregar seu trabalho em seis semanas. O atraso de duas semanas resulta em ineficiência operacional – porque o orçamento será gasto de qualquer forma, independente dos atrasos nos lançamentos. Se a causa do atraso não for diagnosticada e continuar impactando a velocidade de desenvolvimento, serão desperdiçados $400K de investimentos em P&D a cada ano.


E com as dependências internas entre times, a situação se agrava.


Como mais três squads dependem da entrega do squad atrasado para o seu próprio trabalho, eles também são impactados e sua velocidade de desenvolvimento cai de quatro para seis semanas. Neste ponto, o recuo na velocidade está desperdiçando 13% do orçamento de P&D – $1,6 milhões a cada ano.


Por fim, as causas dos atrasos geram um efeito bola de neve que impacta toda a equipe de desenvolvimento. As duas semanas de atraso para toda a organização de P&D se traduz em um desperdício de 1/3 do orçamento de P&D, ou $4 milhões ao ano.



Como os squads sofrem atrasos e o tempo é perdido, o mesmo acontece com o investimento feito em P&D.

Velocidade de desenvolvimento e seu impacto na receita


Com um squad entregando resultados em ciclos de quatro semanas, uma inovação de produto será lançada a cada quatro meses – permitindo três lançamentos no ano.


Mas, devido a causas ainda desconhecidas, a organização teve um recuo na velocidade para ciclos de seis semanas, estendendo o tempo de lançamento para seis meses. Isto impacta o plano da empresa de adicionar $24 milhões em receita no primeiro ano; porque agora apenas duas inovações de produtos serão lançadas, trazendo $18 milhões em receita adicional.



Comparação entre as receitas anuais acumuladas dos dois cenários.

A menor velocidade de desenvolvimento reduz o número de lançamentos possíveis de três para dois, reduzindo a taxa de crescimento da empresa dos 30% planejados para 18% ao ano.


Um atraso de duas semanas fez com que a empresa desperdiçasse $4 milhões em custos de P&D e perdesse $6 milhões em receitas adicionais. Por fim, isto tem um tremendo impacto negativo sobre o valor da empresa (EV).



Velocidade de desenvolvimento e seu impacto no valor da empresa (EV)


O valor da empresa (EV), neste caso, é calculado usando o método “Fluxo de Caixa Descontado” (FCD), o que significa, trazer seus fluxos de caixa futuros esperados para o valor presente.


Considerando os seguintes parâmetros: um custo médio ponderado de capital (WACC) de 9,74%, uma taxa de imposto corporativo de 35%, uma taxa de crescimento perpétua de 1,5%, e uma margem de contribuição líquida de 13% (depreciação, amortização e inflação não são considerados), quando apenas dois produtos são lançados por ano, metade do valor criado pela equipe de P&D é destruída devido ao fluxo de caixa perdido.



O atraso afeta diretamente o valor da empresa.

Uma velocidade de desenvolvimento mais lenta significa menos inovações/produtos lançados, menor eficiência operacional e menos receita. A empresa paga menos impostos, mas em vez de acrescentar $500 milhões ao valor da empresa (EV) , os investimentos em inovação acrescentam um valor mais baixo, de $338 milhões.


A velocidade de desenvolvimento é fundamental para definir o valor da empresa. No caso exposto, um atraso de duas semanas prejudicou um grupo de dez pessoas em uma equipe de tecnologia de 100 pessoas e levou à destruição de $162 milhões no valor da empresa. Isto serve para ilustrar porque a velocidade de desenvolvimento é relevante para todos os investidores em tecnologia.



Perdas devido à entrega mais lenta no desenvolvimento.

O que fazer então?


Quando investidores recebem um plano que depende do desenvolvimento de software, seja lançando novos produtos e funcionalidades, sejam ajustes em produtos existentes para atender a novos mercados, ou para proporcionar crescimento, é crucial garantir que o plano é fundamentado na realidade.


Com uma Due Diligence de Software orientada por dados, os investidores terão as respostas que precisam para ajudar as empresas de seu portfólio a atingir seus objetivos, respondendo a perguntas como, por exemplo:

  • O plano de negócios pode ser entregue no cenário atual?

  • Que métricas são necessárias para uma governança tecnológica eficaz?

  • O que precisa ser priorizado em um plano de 100 dias?


Quando investidores se beneficiam de uma Due Diligence de Software para entender e fechar a lacuna entre um plano de negócios e a realidade, seu dinheiro é melhor investido. Eles podem ser mais assertivos quanto à eficiência de custos, projeções de crescimento e, consequentemente, o valor da empresa (EV).


Avaliar a velocidade de desenvolvimento é um elemento-chave de uma Due Diligence de Software, e as descobertas que surgem no processo são essenciais para qualquer negócio onde a inovação tecnológica é a força motriz do crescimento.


Saiba mais sobre a Due Diligence de Software da Avalia: agende uma conversa.